Rotina

Outubro 1, 2009 at 1:00 pm 17 comentários

É assim que vamos continuar a viver?
É assim que queremos a nossa vida, sem nada de diferente?
Sem vida?

O que acham disto?
O que pensam?
Digam as vossas ideias, por mais diferentes ou iguais que sejam…

Cátia Costa

Entry filed under: Uncategorized. Tags: .

Fe’rias :) Confusão?!

17 comentários Add your own

  • 1. Luís Carlos  |  Outubro 1, 2009 às 4:47 pm

    Se a coisa que eu mais detesto é a rotina. Não sei viver assim. Odeio com todas as letras a rotina!

  • 2. Cátia  |  Outubro 1, 2009 às 6:33 pm

    eu gosto é d fazer montes de coisas mas tb adoro descançar

  • 3. Catequista  |  Outubro 1, 2009 às 7:56 pm

    Cátia espero que não tomes a mal mas acho que tens razão .
    Por isso a aproveitei e coloquei no meu blog.
    Obrigado Lino para os amigos.

  • 4. Cátia  |  Outubro 2, 2009 às 11:44 am

    Não, n tem mal nenhum🙂

  • 5. Cátia  |  Outubro 2, 2009 às 11:49 am

    estava agora a pensar, e será k ter uma vida organizada com horarios para quase tudo, é ter rotina? é viver numa rotina?

    é que se fo,r é melhor n me organizar, assim é tudo diferente, cada dia édiferent?

    ou ter horarios para tudo não é sinal de rotna?
    que acham? podem-m ajudar a perceber?

  • 6. José Sá  |  Outubro 2, 2009 às 12:54 pm

    A rotina não está na organização nem na repetição. Encontra-se na intenção com que as fazemos. Para analisarmos se há rotina, não olhemos para fora, mas para dentro.
    As rotinas até são boas. Convido a lerem o diálogo do principezinho e da raposa:
    “O Principezinho voltou no dia seguinte.
    . Era melhor teres vindo à mesma hora – disse a raposa -. Se vieres, por exemplo, às quatro horas da tarde, às três já eu começo a estar contente. Quanto mais tempo passar mais feliz me sentirei. Às quatro horas já estarei a ficar nervosa e inquieta; descobrirei assim o preço da felicidade. Mas se vieres a uma hora qualquer, nunca poderei saber a que horas terei de começar a preparar o meu coração… os ritos são importantes.
    – Que é um rito? perguntou o Principezinho.
    – É algo que anda esquecido por parte de muita gente. É o que faz com que um dia seja diferente dos restantes, uma hora diferente das outras horas”.

  • 7. MI  |  Outubro 4, 2009 às 9:30 am

    felizmente ou infelizmente a rotina é algo que ja nos é “imposto” desde que somos pequenos.
    digam lá se quando não eramos pequenos as unicas e poucas coisas que faziamos não era brincar, ver os desenhos animados e fazer birra quando nos mandavam fazer outras coisas.( não vem nd de estranho…. não seria ja isso uma rotina). depois surge a escola… horarios para cumprir ( humm que seca, é o que toda a gente diz). Agora, que ja somos um pouquito grandes (ironia :P) é que começamos a pensar na palavra ROTINA.
    pareçe que a nossa vida não passa daquilo que estamos sempre a fazer. Quando fazemos que uma coisa diferente… ate deitamos foguetes…
    Mas se não tivemos uma rotina, talvez não tivessemos ambição, felicidade e vontade de continuar.

    deixo para pensar.

    quando tentam mudar a rotina não criam outra rotina?

  • 8. Cátia  |  Outubro 4, 2009 às 7:53 pm

    Secalhar sim.
    ou entao não, se dentro das coisas que fazemos, encararmos isso como outro dia, algo novo, nem que seja para fazer melhor já estamos a fugir da rotina, já estamos a mudar em relação ao dia anteriror, e talvez dependa da forma como vemos as coisas que dizemos ser rotina, por exemplo a mi disse “quando não eramos pequenos as unicas e poucas coisas que faziamos não era brincar, ver os desenhos animados e fazer birra quando nos mandavam fazer outras coisas” mas secalhar podiamos alternar nas brincadeiras, fazer brincadeiras diferentes, eu lembro-me que fazia muitas brincadeiras, mas cada dia era um dia e era diferente do anterior, até porque quando começamos a ficar sem ideias novas de brincadeiras é quando estamos a crescer, é naquelas alturas que deixamos de brincar tanto ou áquelas coisas porque achamos que aquilo era para crianças e tamos crescidos, eu acho que depende da forma como vemos a s coisas. Quando somos crianças parece que a nossa imaginação não acaba, imaginamos as coisas mais estranhas e impossiveis, mas ao mesmo tempo lutamos por elas somos persistentes e por isso penso que é isto que torna a nossa infancia tão mágica, e agora que estamos um ‘pouco mais’ crescidos não deixamos a nossa imaginação e as nossas ideias fluir, somos demasiados contruladores e a meu ver é isso que faz a rotina, pk para nós se alguma coisa mudar, já está mal, muitas das vezes começamos logo a reclamar.

  • 9. Saltiga  |  Outubro 4, 2009 às 11:12 pm

    A rotina nao é pessima, mas a escravidao é…
    Há dois tipos de rotina que podemos pensar, rotina em irmos para o melhor sitio que se adora… ou a maldita rotina de trabalhar por centimos ou por obrigação naquilo que se detesta…

    Uma enorme rotina que voçes grupo tem e tenho toda a certeza que adoram é estarem todos juntos e para voçes nem pareçe rotina porque adoram encontrarem-se todos num ambiente enorme de felicidade de amor e obvidamente de uns enormes conselhos.

    força AMIGOS

  • 10. MI  |  Outubro 5, 2009 às 2:00 pm

    “fazia muitas brincadeiras, mas cada dia era um dia e era diferente do anterior, até porque quando começamos ”

    isto não podera ser uma rotina.
    pensar que brincadeira iria fazer no dia seguinte…..pode ser uma rotina

  • 11. Cátia  |  Outubro 5, 2009 às 5:54 pm

    eu acho k n, pk ia ser diferent do dia anterior
    e acho k o facto d programar ou pensar em algo k se vai fazer não é significado d rotina.

  • 12. José Sá  |  Outubro 6, 2009 às 12:53 pm

    Rotina não tem tanto a ver com planeamento e execução, com repetição de alguns gestos ou comportamentos, como uma atitude de espírito.
    Não se concentrem no exterior, mas no interior. Diz o Senhor no Evangelho, que a maldade não esta fora do homem mas no seu interior. Transformemos o nosso interior, o nosso pensamento, e terminamos com a rotina, mesmo repetindo os mesmos gestos.

  • 13. Fátima Fontes  |  Outubro 6, 2009 às 3:41 pm

    Começou o Outono! E com ele, chegaram os dias mais curtos, os céus mais cobertos, as escolas mais movimentadas, as cidades mais aceleradas. E também nós regressamos ao nosso ritmo, à nossa rotina diária. Se estivermos com os olhos abertos, com os ouvidos atentos, veremos que, cada dia, temos vários desafios no nosso caminho Só temos que abrir o coração, e pensar que a rotina tem coisas boas. Eu, pessoalmente não desgosto da rotina, porque consigo ver sempre uma coisa nova no meu dia-a-dia, e isso deixa-me ver que a rotina é apenas uma coisa como outra qualquer. Há dois tipos de rotina, a rotina em que estamos mortos para a vida, em que só vemos coisas tristes e não conseguimos ver nada mais, e a rotina que tem muita vida, ela tem o seu lugar para bom funcionamento da nossa existência, quando nos abstemos de fazer qualquer coisa rotineira no dia-a-dia, parece que nos falta qualquer coisa. E digam lã se por vezes, é assim ou não é?
    Mas também não podemos ser escravos da rotina. Como digo só somos escravos da rotina quando não conseguimos ver, quando não conseguimos abrir o nosso coração, não podemos deixar de sorrir para a vida, a vida também sorri para nós, temos de estar atentos e não deixar perder as oportunidades que nos aparecem pela frente. Uma palavra com muito significado na minha vida, é sem dúvida” ROTINA”. Porque é pensando nela que nós saímos da rotina, o que faz muito bem, não é?! Pois é… é com a rotina da vida que planeamos toda a logística do nosso dia-a-dia, É com esta rotina positiva que nos dá energia para ……. Não entrarmos em rotina!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • 14. sandra lopes  |  Outubro 7, 2009 às 5:19 pm

    Ecomo tu dizes Fatima eu concordo contigo.MAS a minha rotina nao me larga eu bem quero fugir a ela mas nao consigo.Agora a que enfrentala e viver um dia de cada vez;);)

  • 15. Fátima Fontes  |  Outubro 7, 2009 às 6:08 pm

    Olá Sandra, sim tens razão, o importante é viver um dia de cada vez. E em cada dia, se estivermos atentos, há sempre uma coisa que nos faz sair da rotinha é preciso ser positivo e tentar, eu também tenho dias complicados e nem sempre estou bem, mas penso que o caminho é ir em frente e confiar em Deus, falar com ele ajudamos muito. bjs

  • 16. sandra lopes  |  Outubro 8, 2009 às 5:24 pm

    obrigada pela força que me tens dado.sim tu fazes me sair da rotina.so as grandes amigas e que me faz sentir em forma com as palavras que me derijam.OBRIGADA POR TUDO FATIMA

  • 17. Luís Carlos  |  Outubro 8, 2009 às 9:00 pm

    “Concedei-nos Senhor, Serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Precisa de material multimédia?

É catequista? Precisa de recursos multimédia para apoio à catequese? Clique na separata "recursos multimédia" e fale connosco.

Estatística do Blog

  • 148,450 visitas
Outubro 2009
M T W T F S S
« Set   Nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

%d bloggers like this: